ESG

Produtos reaproveitados não têm valor? A ciclou busca desmistificar essa ideia.

A ciclou é uma ONG? 

Toda vez que eu explico a atividade da ciclou, é comum me perguntarem se somos uma ONG. Infelizmente essa percepção ainda reflete a cultura de uma sociedade que entende que atividades em prol ao meio ambiente e ao social deveriam ser “gratuítas”,  por consequência, desvalorizadas, com pouco valor monetário. 

A pergunta que sempre me faço: Por que pagamos bem pelo alimento, moradia, roupas, produtos de beleza, entre outros, mas não podemos pagar pelo tratamento adequado dos nossos descartes e por uma produção circular e responsável de produção? 

E não se enganem, essa percepção de que o trabalho deveria ser “baratinho” ou “sem rentabilidade” é uma percepção que eu me deparo todo tempo, até grandes executivos e investidores pensam dessa forma, e o pior, alguns artesãos que já fazem algum tipo de trabalho artesanal e social  não acham adequado cobrar um valor alto pela produção, ou seja, desvalorizam o seu próprio trabalho.

Felizmente, quando as pessoas e as empresas conhecem o nosso produto, e conseguem ver nosso trabalho pronto, elas mudam de percepção, e entendem que o nosso trabalho é sim diferenciado, e merece ser recompensado. É um trabalho de reeducação do que é valorização e preço. Esse é o nosso trabalho diário, e que parece óbvio, mas não é. Em uma produção circular, com custos de produção maiores do que o custo de produção de sistemas lineares, não deveriam ter um preço igualmente superior? Faz sentido, mas enquanto não começarmos a dar o devido valor às soluções circulares e sustentáveis, nunca vamos investir corretamente nessas causas.

Em relação ao lucro gerado, vamos ser honestos, qualquer pequena empresa ou mesmo startup, principalmente que vende produtos e não Software, vai demorar anos para pagar de forma justa os donos e sócios da empresa. Para que a empresa cresça, precisa do lucro para reinvestir nos processos e investidores que percebem o valor a longo prazo da marca. 

Algumas ONGs, infelizmente, dependem de doações para que seu trabalho floresça, é  triste, mas o lucro é a garantia que o produto vai perdurar e não pode ser visto como um “mal” e sim, como um viabilizador do projeto.

Comprar produtos sustentáveis é para gente rica?

Quando comecei a fazer a transição para escolhas mais sustentáveis, ao contrário do que muitos pensam, o custo de vida não necessariamente é maior. Por exemplo, produtos de limpeza que promovem a reutilização das embalagens e possuem ingredientes naturais, rendem muito mais, e por isso, você consegue reduzir os gastos no mês com produtos de limpeza. E se você tiver tempo e interesse, consegue inclusive produzi-los em casa.  

Investir em produtos sustentáveis pode parecer inicialmente uma opção dispendiosa, mas a realidade é que essa escolha pode se traduzir em economia e benefícios a longo prazo.A abordagem sustentável vai além dos produtos de limpeza e estende-se ao guarda-roupa. 

Optar por roupas ou peças de upcycling pode parecer um investimento alto, porém, o valor que essas peças agregam vai muito além do custo monetário. Desenvolver um vínculo afetivo com essas peças e o respeito pelo planeta são benefícios intangíveis que não têm preço. Em vez de acumular 10 malas, 10 mochilas e 10 bolsas, e levar em conta uma abordagem mais sustentável, você começa a adotar um hábito de consumo consciente de itens essenciais, reduzindo o custo total, mas também o impacto ambiental associado à produção e distribuição excessivas.

Investir em produtos sustentáveis não é um gasto, mas sim um investimento no nosso futuro. Cada escolha consciente contribui para um estilo de vida mais equilibrado, beneficiando não apenas o nosso bolso, mas também o planeta. Eu aprendi ao longo desses anos trabalhando com upcycling e transformando materiais que seriam descartados, que o custo inicial é pequeno quando comparado aos benefícios que iremos colher em termos de saúde ambiental e bem-estar global. Optar pela sustentabilidade é sim uma escolha inteligente, é uma responsabilidade que todos compartilhamos para garantir um amanhã mais promissor e sustentável.

Lembrou de alguém? Encaminhe para ele.

Você também pode se interessar: