Consumo Consciente

Movimento Slow Fashion: o que é, quem participa e porque ele existe

Oi, eu sou a Joici Souza, jornalista e criadora de conteúdo digital. Atualmente sou uma das embaixadoras do Slow Fashion Movement Brasil, um movimento global, que tem como principal objetivo conscientizar as pessoas sobre o perigo da fast fashion para o planeta, e também mostrar um caminho para aderir ao movimento slow na moda. Fiquei conhecendo o movimento através do Instagram, no início participei da campanha Slow Fashion Season, que inclusive está acontecendo no momento e todes podem participar.

A ideia da campanha é ficar três meses sem comprar nada novo, sendo que brechós estão valendo. Essa é considerada a maior campanha do movimento, pois é uma oportunidade de conhecermos realmente o nosso guarda-roupa, e começarmos a usar as peças que já temos. Chamamos de “comprar no seu próprio armário”.

Minha experiência

Eu trabalhei durante muito tempo cobrindo as semanas de moda para alguns veículos, e também cheguei a trabalhar para marcas de moda na parte de assessoria de imprensa, então eu via muito o glamour. Mas foi quando fui trabalhar em uma fábrica de moda, que eu realmente tive contato com as condições de trabalho das costureiras e o lixo produzido que era simplesmente descartado.

O planeta não aguenta esse volume de lixo, e posso dizer que compreender isso foi o que mais me motivou a aderir ao movimento slow. Considero que a melhor experiência que tive neste período de dois anos que sou embaixadora aqui no Brasil do Slow Fashion Movement, foi o autoconhecimento. Uma vez no movimento, aprendemos a olhar para dentro, a nos transformar, e levar essa mensagem para o mundo. De experiência não tão boa, acredito que o choque cultural. Tenho contato com pessoas do mundo inteiro, e muitas vezes as diferenças entre os países acabam sendo obstáculos que temos que superar também. Mas até nessas experiências, tiramos lições valiosas.

Por que o Movimento é tão relevante?

O foco do Slow Fashion Movement é no público, nas pessoas que consomem moda. Acreditamos que nós, como indivíduos, podemos pressionar as empresas para que elas mudem de postura, e assumam as suas responsabilidades, oferecendo salários justos para todos os funcionários, respeitando o meio ambiente, e preservando a natureza.

E para levar essa conscientização, contamos com um time incrível, em várias partes do mundo, oferecendo informações, pesquisas e claro, ideias para as pessoas conhecerem o que elas têm, saibam o que realmente usam e também façam compras mais conscientes. Não somos contra o comprar, mas queremos mostrar que nas pequenas escolhas, conseguimos mudar muito. Lutamos realmente contra esse mercado louco de produção desenfreada.

E a minha dica para quem ama moda, como eu, mas que ainda está nesse passo de consumir muito é olhar o seu armário com sinceridade e ver as peças que realmente são usadas frequentemente. Estima-se que hoje em dia, uma peça é usada apenas sete vezes (em média), sendo que ela pode ser usada 100 vezes (em média).

  • Tire tudo do armário,
  • Veja aquelas que se encaixam no seu estilo de vida, na sua rotina e no seu tamanho
  • Seja sincera com você mesma
  • E tire tudo o que não serve mais para o momento da vida, afinal é muito normal mudarmos né?

Muitas vezes o que usávamos antes, já não cabe mais dentro da nossa rotina atual.

Doar o que pode ser doado, vender em brechós o que pode ser vendido, consertar e claro transformar aquelas peças que muitas vezes têm valor afetivo. Com esse autoconhecimento, o passo seguinte é fazer escolhas mais conscientes. Hoje em dia existem marcas menores, que trabalham com esse conceito sustentável, e a Ciclou é uma delas.

Sempre ouço que marcas sustentáveis são caras, aí proponho um exercício simples, já pensou em quanto já gastamos em “blusinhas” que usamos apenas uma ou duas vezes, e depois de algumas lavagens elas já estão mega gastas? Agora imagina você pegar esse valor, investir em uma peça que é a sua cara e fazer diferentes combinações com ela. Olha o quanto vamos economizar. Tenha um guarda-roupa que você ama tudo que está dentro dele e nunca mais tenha o problema de não ter nada para vestir.

E quero deixar o convite para conhecer o Movimento Slow Fashion Brazil:

Um beijo, e Ciclou, muito obrigada pelo convite e pela oportunidade de contar mais sobre essa Onda Verde.

Joici

Se você está sempre em busca de uma vida mais sustentável e conectada com o meio ambiente, aproveite para acompanhar o blog da ciclou e nossas redes sociais!

Você também pode se interessar: