Histórias de Transformação

Coleção de resíduos têxteis de almofada

De onde vem os resíduos

Igor Miotto, 56, é o gerente da indústria Próxima Têxtil, que atua no ramo têxtil fabricando capas de almofadas, assentos, futons, toalha de mesa, jogo americano e cortinas.

Igor e Mônica (Gam Store) se conheceram em um encontro virtual de empresários; BNI (Business Networking Internacional). Igor faz parte desse grupo com outras pessoas que se ajudam e indicam os serviços um do outro, a fim de alavancar e prosperarem em conjunto; um grupo cercado de ideologias e regras. As reuniões são abertas à convidados e Mônica foi convidada por um membro na época e durante a apresentação do projeto Gam Store,  Igor se ofereceu para doar os retalhos que não usaria mais. 

Além da doação de resíduos têxteis, que agora parte também serão redirecionados para ciclou, a empresa também faz outras ações sustentáveis, como a separação de lixos recicláveis. O descarte fica responsável por um catador que passa para pegar a cada duas ou três semanas. 

A Próxima possui clientes muito renomados e grandes, e para poder seguir fornecendo os produtos à elas, é necessário seguir todo um protocolo de ações, entre elas, ser um fornecedor MDH, que exige posturas e condutas éticas e responsáveis socialmente.

Outra autoria que a Próxima participa é a Abvtex (Associação Brasileira do Varejo Têxtil); órgão responsável por analisar questões sociais e éticas de grandes empresas. Assim é possível entender o desempenho e preocupação da Próxima em ser uma indústria correta e amiga do meio ambiente. 

Se você está lendo este texto, provavelmente é porque tem em mãos uma peça que fizemos que possui parte destes retalhos que recebemos do parceiro. O material nos permite dar um diferencial e qualidade à peça, sem perder o valor sustentável da composição. 

De onde surgiu a coleção

Mônica Scápim, 53 anos, livre, leve e cheia de luz. Fundou a Gam Store após encerrar um longo ciclo enquanto vendedora de automóveis de luxo. Após mais de 30 anos se dedicando a esse universo, ela entendeu que precisava de um novo propósito e assim, deu os primeiros passos para a criação da Gam.

Foi em um projeto social que conheceu o primeiro modelo de mochilas confeccionado com restos de tecido e foi amor à primeira vista. Depois de alguns meses turbulentos, tentando encontrar uma equipe bacana, materiais de reuso, mas de qualidade, e alinhando as ideias que tinha, a Gam Store começou a produzir os primeiros frutos.

Foram mais de 14 meses, uma pandemia, algumas noites sem dormir e finalmente a GAM conseguiu reunir parceiros alinhados com os seus valores, e modelos de bolsa e mochila maravilhosos. Com a sensação de dever cumprido, um novo projeto de vida começou a arder no coração de Mônica, o Projeto Dando Voltas. Ela amava o momento que estava passando com a Gam, mas não era mais isso que a fazia feliz. Como abandonar tudo pelo que havia lutado tanto? Como a Gam já era uma das collabs da ciclou, os caminhos se cruzaram, os ideais bateram e os propósitos se uniram.

Hoje, a Mônica transformou a Gam Store em Projeto Dando Voltas e a ciclou foi convidada para continuar a história da moda upcycling. Amanda Martins – founder da ciclou – agora possui contato com os fornecedores que antes doavam resíduos têxteis para a Gam e, agora, serão direcionados para nós. Ambas se unem para proporcionar novos hábitos de consumo, reflexões e experiências de vida totalmente diferentes para os clientes.

Fim da coleção

A Mônica, proprietária da marca Gam Store, não irá mais viajar pra dar continuidade ao projeto Dando Voltas. Sendo assim, nossas coleções em parceria se encerram até o estoque de produtos acabar.

Temos apenas alguns produtos a pronta entrega, sendo assim, não perca tempo e adquira já o seu.

Você também pode se interessar:

2 thoughts on “Coleção de resíduos têxteis de almofada

  1. Pingback: Coleção Lua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *